Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

EB1 do Pinheiral

Este espaço vai servir para publicar alguns trabalhos feitos pelos alunos e divulgar atividades realizadas na EB1 do Pinheiral - Caldas das Taipas.

EB1 do Pinheiral

Este espaço vai servir para publicar alguns trabalhos feitos pelos alunos e divulgar atividades realizadas na EB1 do Pinheiral - Caldas das Taipas.

17 Out, 2014

O João guloso

O JOãO GULOSO

       João era um menino que nasceu em França. Ele era normal, não tinha excesso de peso.       Quando foi para a escola, já no segundo ano, ele via meninos a comer chocolates, doces… Quando chegou a casa ele pediu à sua mãe:       -Mãe, podes-me comprar guloseimas?       -Claro que não! As guloseimas fazem mal! - Disse a mãe       -Mas fazem mal porquê?-Perguntou o João       A mãe, já farta das perguntas, pousou a linha de costura e respondeu:       -Meu querido filho, eu não te dou guloseimas porque fazem mal à saúde e assim ficas obeso!       -Mas o que é obeso?-Questionou ele.       -A obesidade é uma doença caracterizada pelo acumular de gordura corporal, associado a problemas de saúde. O consumo exagerado de calorias e a falta de exercício físico são fatores que contribuem para a obesidade. – Explicou a mãe.      -Agora já precebiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii. Passados três anos, quando estava de férias, ele  pensou no que tinha visto no segundo ano. Então decidiu pegar no seu dinheiro e ir ao supermercado comprar guloseimas. Lá, encontrou a sua madrinha. Ela ficou admirada com o que viu. Perguntou o que ele andava a fazer. O João ficou corado com a pergunta e respondeu:       -A minha mãe mandou-me comprar guloseimas, porque vem a tia Amélia jantar à nossa casa.        A sua madrinha ficou com dúvidas, mas acreditou. Pagou, foi para a sua casa e começou a comê-las. Quando a mãe chegou a casa, viu-o sentado no sofá a jogar consola. Ficou impressionada com o que viu e questionou:       -O que estás aí a fazer?     -Estou a descansar!- Exclamou o João   -Não devias estar a fazer exercício físico!

  -Hoje não me apetece, mãe. Amanhã  faço, prometo.       Prometeu várias vezes, mas o exercício físico não era o que gostava de fazer, acabando por ficar obeso.          A mãe pensou levá-lo a um especialista. Quando chegou ao médico, ele receitou uma dieta para fazer diariamente. O João ouviu essa notícia, ficou triste e pensou que não deveria ter feito aquilo que fez, deveria ter escutado o que a mãe dizia.          A partir desse momento, o João emagreceu e aprendeu a lição.                  A Luana do 4º C escreveu um texto sobre um menino que gostava muito de doces acabando por ficar obeso.
15 Out, 2014

A terra treme

08 Out, 2014

Texto

A Margarida Amaral do 4º ano da turma C, elaborou um texto sobre as desavenças entre amigos. Ficou muito bom!!

Parabéns!

Esquilo_2.jpg

 

A Zanga dos esquilos

Num belo dia de inverno, os amigos esquilos, Cinzento e Castanho, andavam pela floresta desesperados à procura de comida. Estavam famintos, pois há quatro dias que não comiam. As suas reservas da toca tinham acabado e como se aproximava a primavera, já tinham acordado da hibernação. Cansados de procurar e já sem forças, avistaram no meio de umas folhas uma noz redonda e castanha. Perguntou depressa o Cinzento: - Castanho, estás a ver o mesmo que eu? O Castanho respondeu com água na boca: - Siiiimm!!! E os dois amigos correram até à noz, agarrando-a ao mesmo tempo. E logo a seguir começaram a puxá-la cada um para seu lado. O Castanho dizia: - Eu via-a primeiro, é minha ! – e o Cinzento dizia: - Nem penses, quem a viu primeiro fui eu, larga-a já ou eu dou-te um murro. Não te esqueças que sou campeão de boxe! O Castanho disse de seguida: - Então é para já, vamos fazer uma luta, quem ganhar fica com a noz. Dois pássaros que estavam a passar por ali, ouviram aquilo e trataram logo de espalhar a notícia da luta pela floresta. Vieram todos os animais para assistir àquela desavença. Os animais pareciam estar a gostar da confusão. Os ratos já lhes tinham construído um ringue de boxe e tinham folhas nas mãos para lhes limpar o suor. Quando os esquilos, fraquinhos de fome se preparavam para lutar, apareceu o mocho sábio e disse: - Que vergonha! Lutas na floresta? Ainda por cima entre dois amigos! Os animais envergonhados ouviram o mocho e o Castanho disse: - Senhor mocho tem razão, mas nós tínhamos muita fome e agarramos a noz ao mesmo e tempo. Como havíamos de resolver? E o sábio mocho respondeu-lhe: - As lutas e as guerras não levam a lado nenhum e não resolvem nada. Vou ensinar- -vos uma coisa, ouçam com atenção: “Para na amizade não interferir, a noz pela metade devem dividir e nunca lutas permitir”. Os animais ouviram o mocho e prometeram nunca mais lutar. O Castanho e o Cinzento pediram desculpa um ao outro e ficaram amigos para sempre.

 

Margarida Coelho Coimbra do Amaral



Pág. 2/2