Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

EB1 do Pinheiral

Este espaço vai servir para publicar alguns trabalhos feitos pelos alunos e divulgar atividades realizadas na EB1 do Pinheiral - Caldas das Taipas.

EB1 do Pinheiral

Este espaço vai servir para publicar alguns trabalhos feitos pelos alunos e divulgar atividades realizadas na EB1 do Pinheiral - Caldas das Taipas.

No dia mundial da criança, fomos fazer um piquenique, foi muito divertido.

Eu e o meu grupo, que era: Maria, Cláudia, Sara, Catarina, Raquel, Leonor e Rebeca fomos para o meio de algumas árvores e com as cordas prendemo-las às árvores e parecia uma casa. Os outros meninos das outras salas copiaram-nos, passado um bocadinho nós mudamos para um sítio que era um pouco longe, mas tinha muito sossego, eu é que estive atirar os nós das cordas. Quando chegamos àquele sítio pusemos tudo prontinho, mal eu me ia deitar na manta para descansar, a Rosa foi lá e mandou-nos ir para outro lugar. Foi o que eu gostei menos e depois disse-nos:

– Tanto trabalho para nada!

Mas de resto gostei de tudo, foi fantástico!

Fui para o parque, tinha um bocadinho de medo de escorregar no corrimão, porque ao lado tinha uma coisa partida e o corrimão abanava, ganhei coragem e fui lá abaixo. Foi mesmo fixe, depois quis fazer mais vezes. Rebolei na relva, algumas ervas picavam, eu não me importei. Saltei à corda, até aprendi a dar a cruz para trás.

Estivemos a explorar e encontramos uma toca. Pensamos que era uma toca de um grilo e pusemos uma pedra para sabermos onde é que ela ficava e ainda lá está. A Catarina foi buscar a sua água e meteu água lá, nós esperamos mas não aconteceu nada. Então a Cláudia tinha vontade de fazer xixi e ela disse:

- Querem que eu faça xixi para aí?

Não fez porque os rapazes estavam a jogar futebol.

Tenho muitas críticas para falar sobre as casa de banho. É assim, se fechássemos ficava tudo às escuras, estava tudo cheio de papéis, o lavatório estava todo sujo. A casa de banho dos deficientes era a única que estava limpa, tinha papel, as outras não tinham papel. Era muito melhor a dos deficientes mas deixa lá, foi divertido na mesma. Enquanto a Maria e a Raquel estavam na casa de banho, eu sentei-me numa pedra a ver as meninas a saltar à corda, ver os meninos a jogar à bola.

Lá andamos descalças e eu calquei uma fruta que estava lá esmagada. Subi a uma árvore, estava sossegadinha na árvore e pedi à Sara para ir chamar o professor para ver-me lá no alto, quase que abria a sapatilha.

Quando eu estava no parque tinha a corda e então fui muito devagarinho atrás do professor e coloquei a corda lentamente para o professor não reparar.

Quando fomos embora vi 2 cavalos beges e muito fofinhos.

Doíam-me tanto as pernas que me apetecia apanhar 1 táxi.

Passámos na casa da Rebeca e nós todos gritamos “ Rebeca”, vimos a irmã, a mãe e a avó da Rebeca, a irmã da Rebeca é muito engraçada.

Quando chegamos à escola, deram-nos um gelado muito bom. Coitada da minha prima, vomitou, coitada dela. Não foi nada de grave.

Depois fui para os bombeiros e estava lá o meu tio e o meu primo que tem 1 aninho. Vimos ambulâncias, entramos lá dentro e sentamo-nos numa moto 4, o meu primo estava a conduzir, eu ia no meio e a Maria estava atrás de mim. Mas não pensem que estava a guiar a sério, não, nada disso, a moto estava parada. A moto era amarela e preta, foi muito giro fingir que estávamos a andar a sério. Estavam lá os meninos do infantário de Brito, eles estiveram com a mangueira e fizeram muita espuma parecia neve.

Eu adorei este dia!

 

Camila Marques Ferreira

Turma do 2º B

prof. Aquilino